Em uma proposta de consulta pública sobre regras de numeração de telefonia, o conselheiro Igor de Freitas havia sugerido  incluir perguntas ao mercado sobre a liberação da numeração IP (o protocolo da Internet) para a oferta de VoIP (Voz sobre IP). Mas o conselho diretor da agênica achou melhor separar os dois temas.  Até porque, conforme ponderou o conselheiro Otavio Rodrigues, pode haver ainda uma área cinzenta entre a atribuição da Anatel para definir essa numeração IP e a do CGI (Comitê Gestor da Internet), que ainda precisará ser esclarecida.

Assim, o regulamento que propõe a modernização da numeração de telecomunicações, com atualização das “práticas Telebras” irá para consulta pública por 45 dias apenas tratando dos recursos de rede de voz e de sinalização

E os técnicos da Anatel irão fazer um estudo para lançar uma consulta pública de regulamento da numeração IP para a comunicação de dados. A criação de um número próprio para a licença de SCM (Serviço de Comunicação Multimídia) é uma medida sempre adiada pela agência.

Previous

MPE-SE denuncia executivo do Facebook por impedir investigação de organização criminosa

Next

Hutchison propõe manter Three e O2 separadas para garantir aquisição

About Author

Miriam Aquino

Jornalista há mais de 30 anos, é diretora da Momento Editorial e responsável pela sucursal de Brasília. Especializou-se nas áreas de telecomunicações e de Tecnologia da Informação, e tem ampla experiência no acompanhamento de políticas públicas e dos assuntos regulatórios.
[email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also