Mobile phones background. Pile of different modern smartphones. 3dAs remessas mundiais de smartphones devem totalizar 1,5 bilhão de unidades este ano, no mundo. A estimativa é da IDC, empresa de análise de mercado, que acaba de publicar um balanço sobre o mercado mundial em 2015. O ano que passou mostrou crescimento de 10,4% nos embarques, que somaram 1,44 bilhão. Para 2016, o cálculo mostra crescimento menor, de 5,7%.

A IDC estima que a expansão do mercado de smartphones aconteça de forma mais lenta nos próximos anos, atingindo o volume de 1,92 bilhão em 2020. A previsão é que as vendas de aparelhos de baixo custo cresçam, em detrimento dos modelos mais sofisticados. O preço médio por unidade vai cair dos atuais US$ 295 para US$ 237 em 2020.

A maturação dos mercados, aponta a consultoria, vai impactar as vendas da Apple e de aparelhos Android mais caros. Estes mercado compram a maior parte destes modelos. Essa tendência explica a iniciativa da fabricante do iPhone em criar programas de trade-in.

2015 marcou o avanço dos phablets. Essa categoria já representa 20% do mercado, volume que chegará a 32% em 2020 – equivalente a 610 milhões de unidades.

Plataformas
As remessas de smartphones Android somaram 1,17 bilhão em 2015. Devem crescer para 1,62 bilhão em 2020. Significa que a fatia de mercado do sistema operacional passará de 81% em 2015 para 85% em 2020. A maior parte das vendas acontecerá no segmento intermediário. Apenas 14% dos embarques eram de celulares que custavam mais de US$ 400.

A IDC ressalta que, para a Apple, 2015 foi um ano espetacular. A companhia despachou 231,5 milhões de iPhones, 20,2% mais que em 2014. Ao mesmo tempo, o preço médio dos aparelhos subiu de US$ 663 para US$ 713. Apesar do desempenho, a IDC espera estagnação da fabricante em 2016, devido ao crescimento do interesse por smartphones mais baratos.

O Windows Phone sumiu do mapa. As remessas caíram 18% em 2015, para 11,5 milhões de unidades. A IDC calcula que vá encolher mais 18,5% em 2016.

Previous

Alemanha investiga Facebook por cartel

Next

Senado autoriza BB e Caixa a comprarem empresas de tecnologia

About Author

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also