As indústrias elétricas e eletrônicas fecharam 7 mil postos de trabalho no acumulado de janeiro a abril de 2016, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). Apenas no mês de abril foram extintas 1,6 mil vagas. Nos últimos 12 meses, foram fechados 48 mil postos de trabalho.

O número de empregados diretos no setor caiu para 241 mil, mesmo nível de emprego do setor há cerca de 10 anos. No começo do mês, ainda sem dados de abril, a entidade explicou as demissões como resultado da prolongada crise política e da desaceleração da economia no país. Seu presidente, Humberto Barbato, ainda ressaltou que no momento não é possível enxergar tendência de reversão.

“Vai depender muito da confiança que se instale nos diferentes agentes econômicos com as mudanças que vierem a acontecer, e em função do retorno da capacidade de agir do governo. Precisamos superar esta fase interminável de turbulência que paralisou o governo e o país”, falou. (Com assessoria de imprensa)

Previous

Xiaomi deixa de fabricar no Brasil com mudança tributária

Next

Distribuição de conversor pode custar mais R$ 600 milhões para operadoras de DTH

About Author

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also