SK Hynix paga R$ 3 milhões para Cade encerrar investigação contra cartel de memória Dram

A empresa é a segunda maior fabricante de semicondutores da Coreia do Sul

A fabricante sul coreana de semicondutores SK Hynix fechou um TCC (Termo de Compromisso de Cessação de Prática) com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para que fosse encerrado o processo de apuração de prática anticompetitiva no mercado brasileiro de memória DRAM ( Dynamic Random Access Memory).

Com o acordo, pelo qual a empresa pagará R$ 3 milhões e seus principais executivos – Chae Kyun Chung, Choon Yub Chol,  Dae Soo Kim e Kun Chul Suh – pagarão entre R$ 120 mil  a R$ 75 mil cada, a investigação é encerrada, pois é admitida a conduta anticompetitiva. O acordo torna sigilosa a parte do processo que diz qual foi o tipo de prática anticompetitiva apurada pela agência  brasileira 

A SK Hynix é a segunda maior empresa de semicondutores da Coreia do Sul e sexta maior do mundo. Foi fundada em 1983 como Hyundai Electronics, e em março de 2001 tornou-se independente.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10576