A intensificação no uso de dados por sua base de clientes é a aposta da TIM para retomar o crescimento. Para isso, conta com demanda ainda não explorada em 4G e nos resultados com a renovação da sua plataforma de serviços feita no ano passado. Segundo a empresa, o resultado do primeiro trimestre, com queda de 54% no lucro e de 15,3% na receita, ainda reflete o cenário de instabilidade macroeconômica.

Para Guglielmo Noya, CFO da companhia, ainda há muito  potencial do 4 g inexplorado que poderá ajudar com que a receita de dados continue crescendo nos próximos trimestres. Atualmente, essa receita representa 43% do total. Com a liderança no cobertura 4G, a operadora conta com cercade 70% da sua base de clientes distribuídos entre as plataformas 3 G e 4G. Na comparação anual, teve expansão de 55% em 3 G e 14% em 4G.

Isso teve reflexo também sobre o BOU (bytes por uso), que passou de 340 no primeiro trimestre de 2015 para 502 um ano depois. O ARPU de dados teve acréscimo de 29% ano a ano e a receita de serviços inovativos (dados mais valor agregado exceto SMS) ampliou 26%.

Previous

Oi acredita em solução regulatória para recuperação

Next

Gilberto Kassab confirmado na pasta da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also